Exame de Ultrassom: O que é e como é feito o procedimento?

Exame de Ultrassom: O que é e como é feito o procedimento?

exame-ultrassom-atendemed

O ultrassom é um exame bem conhecido para qualquer um que já esteve próximo de uma gravidez. Mas, diferente do que algumas pessoas pensam, essa não é a sua única função. Este exame bem simples e pouco invasivo tem diversas aplicações e pode ser usado em várias partes do corpo humano. Vamos ver o que é esse exame, como ele é feito e algumas das situações em que ele é aplicável.

O que é o exame de ultrassom?

A ultrassonografia, ou o exame de ultrassom é um método bem barato, simples e eficaz de produzir imagens dos órgãos e das estruturas do interior do corpo.
Por ser um exame tão simples, com preço acessível e pouco invasivo, é usado como forma de prevenção ou para acompanhar algum tratamento.
O exame de ultrassom tem o seu uso mais comum associado à gravidez. E, de fato, ele é muito útil para essa função. Ele pode ajudar a reconhecer o sexo do bebê e detectar, previamente, algum tipo de adversidade com o feto, permitindo que sejam feitas intervenções antes mesmo do nascimento.
Porém, este não é o seu único uso. Os exames de ultrassom podem ser usados para diversas partes do organismo, como:
Abdômen: Diversos órgãos desta região, como o fígado, rins, vesícula biliar, pâncreas, bexiga e especialmente no tratamento gastrointestinal.
Região pélvica: A próstata e a bexiga podem ser observadas, além do estado do útero.

As mamas: Muito usado para avaliar lesões mamárias e auxiliar na realização de biópsias com agulhas.
A tireoide: Esse tipo de ultrassonografia pode oferecer informações sobre a tireoide e o seu fluxo sanguíneo.
Articulações: ajuda a detectar problemas de alterações nas estruturas articulares ou na musculatura associada a elas. Muito comum para identificação de problemas como artrites.
Biópsias: O exame auxilia, ainda, diversas agulhas de biópsias a encontrar o local exato para realizar o diagnóstico de maneira correta.
Fluxo Sanguíneo: O exame pode detectar a velocidade e o sentido da corrente sanguínea em certas partes do corpo.

Como é feito o exame?

O exame de ultrassom é completamente indolor e não causa absolutamente nenhum incômodo.
Ele é realizado após a aplicação de um gel específico, deslizando um pequeno aparelho sobre o corpo que é capaz de transmitir ondas sonoras de altíssima frequência, que retornam com um eco. Como cada órgão tem uma densidade diferente, fazendo com que os retornos ocorram em tempos diferentes, e tais informações são interpretadas na tela através das imagens recebidas no momento do exame.
Nas mulheres, o exame também pode ser intravaginal, de modo a analisar as estruturas genitais superiores com maior precisão.

Algumas vantagens e desvantagens

A principal vantagem do ultrassom é ser um exame para o qual, praticamente, não existe a necessidade de uma preparação prévia. Se existir, o esforço é mínimo, como um jejum de algumas horas ou o consumo de certa quantidade de água.
Além disso, o exame é não invasivo, indolor e permite a obtenção de uma imagem satisfatória sem o uso de radiações. É um procedimento de baixo custo e bem disponível.
Apesar disso, existem alguns pontos de desvantagem: o exame não permite uma boa visualização em órgãos ou cavidades com gases. Além disso, em exames de ossos é possível ver apenas a sua superfície, sem maiores detalhamentos.